Av. Monte Castelo, 284 - Campinas-SP 19 2139-7107

Você é Uma Pessoa Observadora?

Você é Uma Pessoa Observadora?

Você se considera uma pessoa observadora?! Esta pergunta é muito importante quando falamos de análise da linguagem corporal. A observação é uma das principais ferramentas para conseguirmos extrair o maior número de informações possíveis de uma interação, que nos trarão mais chances de acertarmos o que realmente está sendo comunicado pelas pessoas. Sabemos que existem pessoas um pouco mais curiosas do que outras e isto está relacionado com nossos perfis comportamentais. Os curiosos vão sempre procurar saber o que está acontecendo em sua volta. Esta postura de curiosidade é muito interessante quando estamos aprendendo a ler os sinais corporais. Observar os detalhes de todo o contexto onde estamos inseridos faz toda a diferença.

As mulheres tem uma leve tendência a serem mais detalhistas, mais observadoras do que os homens. Isto nos leva aos tempos mais remotos da humanidade, onde os homens saíam para caçar e as mulheres cuidavam das crianças e dos pequenos plantios. O homem desenvolveu um olhar mais abrangente, pois precisava observar todo o horizonte para localizar sua presa e também para se proteger de ataques de outros animais. Já as mulheres precisavam de olhar mais voltado para os detalhes, para as crianças, para a horta, para os cuidados da casa e assim por diante. Qual o homem que nunca procurou algo em seu armário, como uma camiseta, por exemplo, e não conseguiu achar? E logo depois sua mãe (ou esposa) foi até o armário e, como em um passe de mágica, fez aparecer a camiseta "do nada"? E ainda leva uma bronca ouvindo que "se fosse uma cobra, já tinha picado"! Isso se dá pela capacidade de observar os detalhes que a mulher tem. Observar os detalhes, como geralmente as mulheres fazem, nos traz muita informação!

Precisamos estar motivados a observar. Ser curiosos. Normalmente em um ambiente confortável, como nossa casa, por exemplo, a tendência de observarmos os detalhes diminui. É como se estivéssemos desarmados para qualquer análise. Somente quando estamos em um ambiente desconfortável é que disparam o gatilho da observação. Você se lembra do primeiro dia de aula, ou mesmo do primeiro dia de trabalho? Olhamos para tudo e para todos, como que desconfiados ou até mesmo ameaçados! Isto está relacionado com nossa autodefesa.

Se motive a observar! Olhe primeiramente para você, analise sua postura, suas respostas aos estímulos e tente fazer um link com o seu estado emocional naquele momento. Como estão suas pernas e braços neste momento em que lê este texto? E suas expressões faciais? Depois, vá observando os que estão à sua volta. Tanto os que estão interagindo com você, como os que não estão. Em um restaurante, na rua, na aula, no trabalho... Repare, observe, analise os gestos, sinais e postura das pessoas. Busque os detalhes. Logo este assunto vai ser cada vez mais comum e mais compreensível para você! E isso te ajudará a compreender o que a linguagem do corpo quer dizer!

Daniel Verçosa

Fábrica de Valores


Whatsapp Fábrica de Valores Whatsapp Fábrica de Valores